Passo a passo para organizar fios e cabos do seu sistema de som
10/01/2020

Passo a passo para organizar fios e cabos do seu sistema de som

Organizar fios e cabos é um desafio constante nas casas brasileiras. A quantidade crescente de equipamentos eletrônicos, muitas vezes repetidos em cômodos diferentes do imóvel, fazem com que a busca por soluções inteligentes que ajudem a melhorar o visual e a funcionalidade dos sistemas seja uma constante. Afinal, é difícil encontrar alguém que goste de ver uma “teia” formada pelo emaranhado desses condutores elétricos na sua sala, atrás dos móveis ou até passando de um cômodo para outro.

 

Além desse cenário, dos fios e cabos que são colocados no ambiente após a instalação de um equipamento novo, há outra preocupação: a disposição deles dentro das paredes. Não é só porque você não os vê que a necessidade de estruturar melhor o cabeamento no espaço não existe. Talvez você não saiba, mas existe até uma tabela de dimensionamento de eletroduto que determina os tamanhos necessários para as tubulações elétricas receberem todos os fios que precisam passar por uma parede. Não respeitá-la, além de dificultar o trabalho e impedir a passagem de mais fios, pode oferecer até riscos para a segurança.

 

Fios e cabos elétricos mal organizados podem superaquecer, trabalhar mecanicamente e romper e até interferir diretamente no funcionamento uns dos outros. Isso ocorre porque todo condutor gera um campo eletromagnético que, dependendo do nível, pode ser classificado desde inofensivo até potencialmente danoso. E interferências, você sabe, não são desejadas nem bem-vindas.

 

Não organizar fios e cabos corretamente pode interferir negativamente no seu sistema de som

 

Antes de saber como organizar fios e cabos da melhor maneira possível no seu sistema de som, é importante saber que além do prejuízo estético, pode haver danos ao resultado sonoro — caso os cuidados básicos não sejam tomados, é claro. E um dos problemas mais comuns é a perda de tensão por conta das distâncias entre a fonte de áudio e os alto-falantes, por exemplo.

 

Mesmo que você não seja um técnico em eletrônica, é importante saber isso: todo impulso elétrico que percorre um metal enfrenta uma resistência ao tráfego. A chamada resistência ôhmica se manifesta, principalmente, em longas distâncias. Em instalações de som ambiente que exijam alta metragem de fios e cabos, esse fenômeno pode se manifestar, fazendo ser necessária a utilização de tipos específicos de amplificador e caixas de som.

 

O resultado desse tipo de situação, além de esteticamente desagradável, pode ser o investimento maior em condutores elétricos (fios e cabos) e mão-de-obra para passá-los por dentro das paredes. Porém, nem sempre isso é possível ou viável. No caso de orçamentos apertados ou imóveis locados, algumas intervenções maiores são simplesmente descartadas.

 

Mas não se preocupe: o som ambiente é para todos e é possível contar com soluções bastante convenientes.

 

A melhor maneira de organizar fios e cabos no seu sistema de som

 

A criatividade dos consumidores brasileiros permite usar diversos recursos bastante curiosos para manter fios e cabos organizados pela casa. O que não faltam são sugestões em listas de blogs do tipo “faça você mesmo” para ajudar nesta missão e não fazer da sala, do quarto ou do escritório um território dominado por metros de revestimento plástico e metal.

 

Os exemplos acima consistem, basicamente, no reaproveitamento de materiais e na manutenção dos fios e cabos de forma menos bagunçada, mas ainda não são a solução ideal em se tratando de um sistema de som ambiente para a sua casa. Nestes casos é natural que a mesma qualidade que sai pelos alto-falantes tenha que ser replicada no conjunto, dando ares de profissionalismo e agradando visualmente a você e aos visitantes.

 

Para obter resultados com essa qualidade, é importante ter uma ideia em mente: a melhor forma de organizar fios e cabos do seu sistema de som é eliminá-los da sua casa! E a tecnologia, felizmente, é uma aliada nessa hora.

 

Conexões baseadas nos sinais de Wi-Fi ou Bluetooth são uma vantagem e tanto na hora de espalhar som pela casa toda sem precisar fazer grandes intervenções. Elas revolucionaram a sonorização de ambientes porque permitem um ótimo resultado estético e uma excelente experiência sonora, priorizando a mobilidade e o conforto.  Esses recursos estão disponíveis em praticamente todos os aparelhos necessários para um bom sistema de som ambiente, desde os amplificadores até as arandelas e caixas de som.

 

Agora você já sabe: na hora de sonorizar a sua casa sem precisar se preocupar em maneiras de organizar fios e cabos, basta contar com a tecnologia de som ambiente sem fio.

 

Para saber mais sobre este assunto, visite agora mesmo o nosso blog sobre sonorização de ambientes, onde nossos especialistas publicam conteúdos específicos com frequência. Para conhecer equipamentos e ver quais podem ser mais adequados à sua necessidade, visite o nosso site.

 

Som ambiente residencial: conforto com mais qualidade

< Anterior Próximo >