Entenda como calcular o som para igreja e melhorar a acústica
17/06/2020

Entenda como calcular o som para igreja e melhorar a acústica

Saber como calcular o som para igreja é essencial para que os fiéis possam acompanhar a celebração e para que os vizinhos não sejam incomodados com o barulho. Para isso, assim como nos ambientes residenciais e comerciais, a sonorização de uma igreja precisa considerar uma série de características específicas. 

 

Além de o projeto de sonorização para igrejas ser diferente do projeto de  casas e empresas, as particularidades variam, inclusive, de uma religião para outra. Não é possível replicar o projeto de sonorização para templos diferentes, por mais que sejam parecidos ou da mesma congregação. 

 

Uma coisa é comum nos projetos de sonorização: o objetivo de uso do som influencia de forma decisiva no projeto. Para saber como calcular o  som para igreja é necessário observar suas rotinas, seus rituais e a quantidade de pessoas envolvidas, por exemplo. Apesar de não existir uma receita de bolo, alguns fatores podem ajudar a guiar as decisões para montar o projeto da sua igreja. Veja, a seguir, quais são esses aspectos!

 

4 principais desafios ao calcular o som para igreja

 

A sonorização nas igrejas enfrenta alguns desafios. São fatores que podem prejudicar um projeto de som que for feito de forma autônoma. Isso quer dizer que um olhar profissional é fundamental para identificar esses pontos e analisar o que precisa ser ajustado. Para evitar erros, listamos 4 fatores que estão dentro das igrejas e podem prejudicar a sonorização. Acompanhe!

 

Piso

 

Pisos de cerâmica, porcelanato e alvenaria, em geral, aumentam a reverberação sonora. Ou seja, provocam uma vibração incômoda do som, que não permite entender com clareza o que está sendo falado.

 

Os pisos de carpete eliminam a reverberação e proporcionam melhorias para a sonorização. No entanto, podem atrapalhar a rotina da igreja e não ser tão funcionais, pois dificultam a limpeza, por exemplo.

 

Materiais duros

 

Pilastras, bancos sem estofado e outros móveis também prejudicam a sonorização, pelo mesmo motivo do piso. Os assentos podem receber almofadas e estofados para minimizar a reverberação, mas não há o que fazer com pilastras e outros móveis do ambiente.

 

Espaço vazio

 

Igrejas muito grandes nem sempre estarão lotadas. Podem ficar cheias uma vez por semana, mas nas demais atividades ao longo dos dias úteis, seu espaço não fica totalmente preenchido. O natural é que o público se distribua entre os dias e horários, mas isso não é possível de controlar. Esse vazio favorece a reverberação, pois quando as igrejas estão cheias, as pessoas se tornam pontos de absorção do som. 

 

Pé direito alto

 

As igrejas, em geral, têm duas características comuns: são grandes e têm pé direito alto. Esses dois fatores prejudicam a sonorização, pois ampliam o alcance do som e aumentam a reverberação.

 

A solução para eliminar esses fatores que podem prejudicar a sonorização dentro da igreja seria fazer um tratamento acústico. Mas, sabemos que  esse tipo de projeto tem um alto custo que, nem sempre, as igrejas podem investir. 

 

A alternativa, nesse caso, é fazer um projeto de sonorização que proporcione mais equilíbrio acústico para o ambiente. Para isso, será necessário calcular o som para igreja, investir em equipamentos de som certos e fazer a devida instalação. Antes disso, veja a seguir o que é necessário para montar o seu projeto.

 

Equipamentos de som para igreja

 

Como calcular o som para igreja: passo a passo

 

1. Defina qual é o objetivo da sonorização

 

A primeira pergunta que deve ser feita é: por que a igreja precisa de um projeto de sonorização? As possibilidades são infinitas, e os recursos são limitados. Definir um objetivo principal ajuda a priorizar o investimento. Entre os fatores que motivam a sonorização da igreja, os principais são: 

 

  • Melhoria da qualidade do som para os fiéis (da porta para dentro), ou 
  • Redução de ruídos gerados na vizinhança (da porta para fora).

 

Entender o fator motivacional vai direcionar como o projeto deve ser estruturado e até o tipo de profissional a ser contratado para desenvolvê-lo.

 

2. Identifique as características da religião

 

Existem diferentes tipos de religiões, com construções físicas próprias, rituais, práticas e comportamento muito variados dos fiéis. Há também casos em que os fiéis permanecem mais sentados, ficam em pé ou ajoelhados durante a celebração. 

 

Um exemplo simples: em algumas igrejas, as celebrações contam com músicas e louvores, enquanto em outras, na maior parte do tempo, os fiéis acompanham o sermão do padre ou pastor. No caso das que têm apresentações musicais - praticamente um pocket show - é necessário um tipo de solução. Para as outras, o enfoque é na voz de quem celebra o encontro. 

 

Essas características influenciam no tipo de sonorização, pois o profissional terá que pensar em equipamentos que conversem com aquele determinado comportamento e atenda à necessidade do grupo. 

 

3. Faça um projeto personalizado

 

Não se baseie nos projetos de outras igrejas para decidir o que será feito no seu. Você pode usar a indicação de um profissional que atuou em uma igreja da sua congregação, mas cada ambiente, grupo de fiéis e local apresentam suas características e é fundamental que todos os fatores sejam considerados.

 

Por esse motivo, fazer uma sonorização por conta própria é arriscado. Um profissional com conhecimento técnico e experiência para lidar especificamente com projetos para igreja consegue identificar quais os melhores recursos e onde os equipamentos devem ser posicionados. 

 

O profissional vai avaliar o local, observar quais são as particularidades do ambiente, fazer uma análise dentro das possibilidades, considerar as necessidades que devem ser atendidas e desenvolver o projeto de som personalizado para a sua igreja. 


Quer investir em uma sonorização profissional, mas sem gastar muito? Entre em contato com a nossa equipe e descubra como fazer o projeto de som para sua igreja totalmente gratuito.

 

Projeto pronto

< Anterior Próximo >