Arquitetura de interiores: diferenciando o seu projeto com som ambiente
22/11/2019

Arquitetura de interiores: diferenciando o seu projeto com som ambiente

Uma das necessidades mais claras de quem procura um profissional da área de arquitetura de interiores é a criação de um espaço agradável, funcional e moderno que agregue valor ao imóvel e proporcione conforto aos seus ocupantes. Geralmente isso se dá por meio de cores, combinações de materiais, aproveitamento de espaços e otimização de áreas. Tudo é personalizável e ajustável conforme as expectativas do morador e do que agrada mais ao mercado.

 

Você sabe que a preocupação dos profissionais desta área envolve diversos temas, sobretudo os relacionados às características artísticas e visuais do ambiente (mas não somente estas). Quando entregue, o projeto contempla os diversos espaços e cômodos do ambiente, qual tipo de mobiliário faz mais sentido, como criar sensações baseadas nas percepções visuais e outros critérios. Mas há um recurso que por vezes é delegado a outra equipe de profissionais, dificilmente formada ou dirigida por um arquiteto, que pode valorizar ainda mais a entrega final do seu trabalho: a sonorização de ambientes.

 

É verdade que há questões técnicas envolvidas, sobretudo relacionadas à execução do projeto para entregar a melhor potência de som para o cliente. Mas elas não devem impedir que você conheça o que o mercado tem oferecido de mais moderno em som ambiente para indicar ao seu cliente. Até porque você sabe: o arquiteto tem alto poder de influência sobre a decisão final a ser tomada pelo consumidor.

 

Como prever o som nos projetos de arquitetura de interiores

 

O momento do desenvolvimento do projeto é o mais adequado para a consideração de todas as intervenções que devem ser executadas no futuro. Isso vai impedir “adaptações” e “jeitinhos” desnecessários que podem comprometer o resultado visual e estético do imóvel.

 

Felizmente a tecnologia evoluiu muito e há soluções perfeitamente aplicáveis em todos os tipos de ambiente, desde aparelhos de som sem fio até arandelas desenvolvidas especialmente para forros de gesso e salas de cinema em casa. Ou seja: evitar sugerir a instalação ou o planejamento de uma área de som por conta do possível conflito com o design não é mais um argumento válido.

 

A própria recomendação de que o cliente pense em ter uma sala de som ambiente ainda durante o período da sua consultoria pode elevar a qualidade final do espaço. Mesmo que o cliente justifique a falta de recursos para instalar o som naquele momento, prever as esperas necessárias vai facilitar muito o trabalho da equipe que fizer o serviço no futuro.

 

Eu não tenho experiência com a integração entre som ambiente e arquitetura de interiores. E agora?

 

Não há problema. Além de uma série de dicas sobre como montar um som residencial de qualidade para seus clientes disponíveis nos melhores sites especializados da internet, há alguns critérios importantes que, se seguidos, vão facilitar e muito o seu trabalho.

 

Propor a instalação de caixas de som e arandelas em pontos estratégicos ao redor da sala (nas paredes e no teto) vai permitir a criação do efeito surround, aquele que dá a sensação de imersão nas cenas de ação dos filmes. O resultado é um som envolvente que desperta uma percepção única em quem está assistindo ao conteúdo da tela. Este tipo de sistema pode ter cinco ou sete caixas de som mais um subwoofer, responsável pela reprodução das frequências graves (os chamados sistemas 5.1 ou 7.1).

 

Outra questão a ser observada é o posicionamento dos aparelhos. Quanto às caixas, é possível embuti-las no teto de gesso ou até nas paredes. Já o receiver pode ser instalado em um rack, no mesmo espaço de uma tomada convencional (há modelos compactos que têm essa característica) e até atrás de painéis.

 

Já a fiação, que é necessária porque nem todos os equipamentos são sem fio, pode ficar oculta em nichos, por meio da ligação direta entre a TV e os equipamentos com a parte de trás do armário ou painéis com portas que ocultam esses cabos.

 

Caso você queira aprender mais sobre esse assunto para agregar mais valor aos seus projetos, acesse agora o nosso blog e visite o nosso site. Lá você vai encontrar uma série de conteúdos gratuitos sobre este assunto e as vantagens de incluir a sonorização de ambientes na arquitetura de interiores.

 

Som ambiente residencial: conforto com mais qualidade

< Anterior Próximo >